• Daniel Renattini

Fantástico Brasileiro, uma viagem temporal pela literatura


Hoje, muitos ainda podem negar que estamos diante de um novo movimento literário: o Fantasismo. Porém, negar não quer dizer que ele não exista. Esse movimento não apenas nasceu como já conta com um grande grupo se formando. Jovens escritores, autores mais experientes, editores, pesquisadores...


O livro Fantástico Brasileiro: o Insólito Literário do Romantismo ao Fantasismo, de Bruno Anselmi Matangrano e Enéias Tavares, nos traz não apenas o nascimento do Fantasismo, mas seu percurso até aqui, desde o Romantismo. Já aviso que não é um guia com metodologias de escrita. Posso dizer que é um tipo de guia da linha do tempo literária.


Não vou dizer que é uma leitura obrigatória para os escritores, mas com certeza é uma experiência enriquecedora e até mesmo motivadora. Há casos em que as pessoas ficam emocionadas por conhecerem mais sobre seus antepassados, o que fizeram, o que deixaram de fazer. Para mim, a sensação ao ler esse livro foi bem parecida, como se atrás de mim e dos escritores contemporâneos estivessem os escritores do passado e todo o legado que deixaram. E, um dia, nós também deixaremos um legado. Mas, antes que essa hora chegue, ainda temos muito a produzir. Só que, para isso, nos unir também se faz necessário.


O movimento fantasista não se iniciou com uma única pessoa. Isso significa que para mantê-lo vivo, é preciso que esse grupo cresça e se fortifique.


Para concluir esse breve texto, quero deixar o maior sentimento que esse livro me causou e que espero que assim se repita com outros leitores. O sentimento de acolhimento. Ter um reforço de que não estamos sozinhos nessa jornada deixa a situação um pouco mais leve, principalmente se considerarmos o básico: ser escritor no Brasil não é uma tarefa fácil.


Porém, ainda estamos aqui, e viemos pra ficar.


[...] trata-se de agremiações de escritores e editores, ou simplesmente de grupos de amigos que, reunidos, levantam uma bandeira em torno de um ideal estético e passam a defendê-lo [...] (trecho retirado do livro Fantástico Brasileiro).

43 visualizações
  • Twitter - Daniel Renattini
  • Facebook - Daniel Renattini
  • Instagram - Daniel Renattini

©2018 by danielrenattini. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now