• Daniel Renattini

Energia Estelar


Não faço ideia de quanto tempo mais o planeta vai durar do jeito que está. Por isso, gostaria de deixar este relato. Se eu me for, talvez essa anotação sobreviva e alguém a encontre. Assim, pelo menos uma pessoa saberá de quem é a culpa do que poderá acontecer à Terra como a conhecemos e talvez use isso como motivação para recomeçar tudo de modo diferente.


É importante saber que há muitas energias presentes no Universo. A energia principal é chamada de aura, a essência de uma vida, das emoções e da personalidade. Mas também há uma aura superior.


As pessoas que a possuem são dotadas de habilidades especiais, capazes de sentir a energia da Terra com a mesma facilidade com que respiram, entre outros poderes misteriosos.


Com o passar das décadas, os nomes desses seres foram mudando. Dependendo da época, sofriam altos e baixos. Foram chamados de semideuses, guardiões, anjos, bruxos, demônios... Para cada era, um nome diferente, mas com o mesmo significado.


Muitos ainda andam sobre a Terra, discretos, escondidos, amedrontados. Tudo por conta das caçadas ao longo dos anos. Já outros são bem diferentes. Catástrofes climáticas e ambientais ao longo dos séculos não foram meras causas naturais. As pessoas comuns podem pensar isso, mas não querem enxergar a realidade.


Quando mencionei que esses seres com dons especiais podem sentir outras energias, não foi exagero. Cada um deles, à sua maneira, sente a Terra chorando com a destruição causada pelas pessoas normais. Sentem no fundo de seu espírito. E a maneira radical que alguns encontraram para lidar com isso é fazer com que o planeta se volte contra seus habitantes destruidores, usando seus outros dons.


Tsunamis, erupções, furacões, terremotos, relâmpagos. Nem todos são naturais como os humanos pensam. É o planeta se rebelando contra as pessoas, que pararam de respeitá-lo como deveriam. A cada ano que passa, a situação piora. E, com isso, mais catástrofes “naturais” aparecem.


Por que as pessoas não percebem isso? Quantos mais precisam morrer para notarem que precisam mudar?!


Não se engane em pensar que esses bruxos, anjos ou seja lá como você queira chamá-los, sentem prazer em fazer isso com o planeta e com as pessoas normais, mas muitos deles não veem outra alternativa. Os humanos não escutam ou não querem escutar. E, mesmo ouvindo os gritos das pessoas morrendo em catástrofes, não mudam.


Aí você dirá: “Mas esses super seres poderiam ter simplesmente conversado com outras pessoas que se juntariam à sua causa”. Sim, é um jeito correto de se pensar. Eles assim o fizeram.


De nada adiantou, pois foram tachados como loucos.


Alguns dessa minoria ainda tentam fazer isso e até mesmo tentam impedir seus semelhantes de usar os dons para matar pessoas. E isso tem levado a um conflito de ideais. Para as pessoas que não ouvem, são necessárias medidas extremas? Ou é necessário continuar tentando até ouvirem? Mas e quando não há tempo para conscientizar todos nesse mundo?


Veja bem, não sou um ativista. Tampouco alguém que fica com cartazes na rua dizendo para as pessoas pararem de desmatar, de jogar lixo nos mares e por aí vai. Mas sou alguém que compreende o sentimento desses revoltosos. Aos poucos tento fazer com que eles sejam ouvidos, mas a teimosia das pessoas é algo irritante. Quando não há teimosia, há o medo do desconhecido, que gera o preconceito, que gera mais raiva em ambos os lados.


Os primeiros desses seres vi pessoalmente durante um furacão, enquanto eu estava viajando pelos Estados Unidos. Mas devo ressaltar que eles estavam detendo o furacão, e não o criando. Então, me dediquei a estudá-los e conhecer outros. Conheci bons e maus, e no fim das contas, acabei me afeiçoando a muitos deles e virei membro esporádico de um tipo de grupo protetor da Terra, mas estou apenas na retaguarda, como uma espécie consultor. E caso você queira saber, eles também são humanos, assim como você (espero) e eu, mas com poderes inimagináveis.


A teoria que venho formulando ao longo dos anos, com base em todas as conversas que tive com eles, é que seus poderes derivam do Big Bang. Essa energia que originou o Universo vagou pelas estrelas por milênios, até encontrar as pessoas certas. Mas para que essas pessoas extraordinárias possam viver em paz com os humanos comuns, o planeta precisa ser protegido, e não destruído. Pelo menos a maioria precisa se conscientizar disso antes que seja tarde.


Hoje, esses super seres são chamados de elementais, pela capacidade que têm de manipular as catástrofes naturais usando a água, o vento, a terra e sabe-se lá mais o que. Porém, acho que eles precisam de um nome que lhes faça justiça. Um nome que transcende o tempo e retorna à sua origem. À sua herança.


Eu os chamo de Herdeiros das Estrelas.

-

Este conto faz parte da antologia Fragmentos Estelares, composta por outros seis contos dentro do universo de Herdeiros das Estrelas. O e-book pode ser adquirido na Amazon.

31 visualizações
  • Twitter - Daniel Renattini
  • Facebook - Daniel Renattini
  • Instagram - Daniel Renattini

©2018 by danielrenattini. Proudly created with Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now